quarta-feira, 8 de setembro de 2010

OS NOVOS "CRISTÃOS" DO MUNDO MODERNO




História da igreja
A IGREJA CRISTÃ CONTEMPORÂNEA foi fundada no Rio de Janeiro em 10/09/2006. É uma denominação inclusiva, que prega o livre acesso a todas as pessoas ao Evangelho de Jesus Cristo. Possui destaque por aceitar as pessoas, independentemente da orientação sexual.


A história da igreja se confunde com a do seu fundador, o Pastor Marcos Gladstone, que se converteu ao Evangelho de Jesus aos 14 anos de idade, cresceu na fé na Igreja Evangélica Congregacional, foi noivo por quatro anos e prestes a se casar, estando ao lado da sua noiva numa igreja pentecostal no subúrbio do Rio de Janeiro em 1998, recebeu duas profecias de duas senhoras diferentes, mas de mesmo conteúdo, que em suma, seria que o mesmo receberia uma grande revelação sobre a sua vida nos Estados Unidos, em janeiro de 1999, em San Francisco, Califórnia, EUA. O Senhor Jesus revelou que sua orientação sexual era algo que jamais poderia mudar ou fugir daquilo que era e foi constituído por Deus para ser. Retornando ao Brasil, termina seu noivado e se afasta da igreja por não aceitar homossexuais.


Distanciado da igreja, o mesmo não se conformava em ter a aceitação de Deus e não existir um local de adoração que permitisse a adoração a Deus na forma como era. Em 2002, soube através de um pastor amigo seu, que lhe confessou ser homossexual, sobre uma denominação americana que recebia gays.


Em 2003, passa um período de muita dor familiar com o falecimento da avó no ano anterior e uma doença grave que atingia a coluna da sua mãe, onde depois de ter feito vários tratamentos e exames, já caminhando com moletas, sua mãe visita uma pastora que possui ministério de cura. No primeiro dia que sua mãe chegou àquele local, recebe a revelação que seria curada, sem qualquer intervenção cirúrgica médica e que o mesmo Jesus que a curaria era o mesmo que tinha chamado o seu filho para usá-lo para um ministério que mudaria a vida de milhares de pessoas que foram lançadas para fora do reino de Deus. Um chamado que revolucionaria o Brasil e o mundo!


No mesmo ano de 2003, sua mãe foi milagrosamente curada e Marcos Gladstone foi consagrado pastor interino. De uma reunião realizada a céu aberto com três pessoas (o Pastor Marcos e mais dois jovens) nas areias da praia de Ipanema, no ano seguinte, em 2004, abrem o primeiro templo daquela igreja norte-americana no Brasil. Um mês antes da inauguração, a mesma pastora que profetizou sobre o seu ministério agora o informou que Deus a tinha revelado que aquele ainda não era o ministério que Deus o usaria e que em breve haveria um desligamento do pastor do ministério norte-americano. E, assim foi, muita mídia, muita divulgação, semelhante a uma explosão de refrigerante, foi balançado saiu com toda pressão, mas rapidamente acabou o gás e ficou insosso. Em 2005, o pastor Gladstone saiu oficialmente do ministério norte-americano.


Em 2006, quando tudo parecia um sonho frustrado, um novo direcionamento do Espírito Santo faz nascer a Igreja Cristã Contemporânea, 20 pessoas, num terceiro andar de um sobrado na Lapa, que não imaginavam que pouco tempo depois este povo se tornaria uma grande nação.


A Palavra de Deus diz: “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” (Eclesiastes 4, 9-12).


“Melhor é serem dois”... na verdade, para que o Senhor pudesse estabelecer o ministério contemporâneo, uma peça fundamental ainda faltava na vida do seu fundador - o companheiro, o pastor Fábio Inácio, carioca, que outrora havia sido pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, tendo se afastado desta por causa da  homossexualidade.


A Igreja Cristã Contemporânea foi erguida em cima do amor deste casal, para levar o amor de Deus a todos sem preconceitos. Agora a obra estava completa para o Espírito Santo se manifestar, agora estavam juntas as três dobras do cordão do Senhor (pastor Marcos Gladstone, pastor Fábio Inácio e o Senhor Jesus).


Classificada como neopentecostal, a igreja rege-se pelo regime episcopal ou como chamado habitualmente regime apostólico.


A visão é a de ser um ministério profético, inspirado na Palavra de Deus para levantar uma raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as virtudes daquele que chamou uma nação das trevas para a sua maravilhosa luz, um povo que antes não era povo, mas agora é povo de Deus; que não tinha alcançado misericórdia, mas agora alcançou misericórdia. (1Pedro 2, 9-10). Para levar Cura, Amor e a Palavra de Deus para muitas pessoas que estavam sem um abrigo espiritual. Levando o amor de Deus a todos sem preconceitos!



Missão
A missão é a de ser testemunha contemporânea de Jesus Cristo que ao seu tempo adequou um chamado vivo de comunhão com Deus à sociedade e a religião de sua época. É um ministério profético, inspirado na Palavra de Deus para levantar uma raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamar as virtudes daquele que chamou uma nação das trevas para a sua maravilhosa luz, um povo que antes não era povo, mas agora é povo de Deus; que não tinha alcançado misericórdia, mas agora alcançou misericórdia.” (1Pedro 2, 9-10).



Visão e valores
VISÃO

Pregar boas novas, restaurar e curar corações, proclamar liberdade e a abertura das prisões espirituais pelo Espírito Santo que foi liberado pelo Sacrifício que Jesus fez na cruz do Calvário para todas as pessoas. “O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos.” (Isaías 61,1)


VALORES

Amor e fidelidade - a Deus, a Igreja Contemporânea e ao próximo, este último também se refere ao companheiro, para nós o relacionamento é algo santo, monogâmico e de amor e fidelidade absoluta.;


Transformação – pregamos um Evangelho de transformação de vida, recomeço, mudanças de dentro para fora;


Unidade – “E era um o coração e a alma da multidão dos que criam”... (Atos 4, 32) A contemporânea é um só coração e alma. Venha somar e não divergir. Neste valor temos um princípio muito importante a ser observado o da obediência espiritual “...reconheçais os que trabalham entre vós, presidem sobre vós no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais em grande estima e amor, por causa da suas obras. Tende paz entre vós. Exortamos-vos também, irmãos, a que admoesteis os insubordinados...” (1 Tessalonicenses 5, 12-14). Não é apenas no mundo físico que Deus estabeleceu autoridades que devem ser obedecidas por cristãos. No mundo espiritual Deus também estabeleceu autoridades espirituais que devem ser respeitas e amadas. Temos como pecado de “desobediência” infamar o ministério contemporâneo ou pessoas que compõem a sua liderança. Veja que o Rei Saul perdeu seu reinado por desobediência a Palavra dada pelo profeta do Senhor. “Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.” (1 Samuel 15, 23) A melhor forma de acabar com situações de pessoas que tentam denegrir a imagem do ministério é levando os nomes e a situação imediatamente ao pastor e aos diáconos. Na Contemporânea combatemos o mal pela raiz, pois é melhor tirar a “semente do mal” enquanto está brotando do que deixar uma “árvore de fofoca” crescer em nosso meio;


Santidade – nosso corpo e atitudes devem ser santos, pois somos templo do Espírito Santo. Para nós não é pecado nem a heterossexualidade, nem a homossexualidade, mas sim como cada pessoa independente da sua orientação leva a sua vida sexual. Por exemplo, um rapaz heterossexual que tem sua companheira e sai na rua paquerando ou ficando com outras mulheres está em pecado, mas já um rapaz homossexual que vive um relacionamento estável com outro rapaz, cuidando e zelando do seu companheiro, sem traí-lo, claro que tem uma vida santa.;


Consagração – um contemporâneo ora ajoelhado, jejua, busca o Espírito Santo e seus dons, se consagra e lê a bíblia constantemente (recomendamos como primeira leitura bíblica “Atos dos Apóstolos” e “1 Pedro”; referencial – “sê o exemplo dos fiéis...” (1 Timóteo 4,12) O Contemporâneo é bom exemplo, foge da aparência do mal, não vai à lugares comprometedores... O cuidado é redobrado com a sua imagem, porque sabe que a sua imagem é a Imagem da Igreja Contemporânea, a imagem da Igreja Contemporânea é a imagem de Deus. Quando for requerido um bom exemplo de Ministério, a Contemporânea tem que ser o bom exemplo. Quando for mencionado um pastor apto, tem que ser o da Contemporânea. Quando for necessário um modelo de exemplo de vida é o seu que deve ser citado;

Não acepção de pessoas – É tolice achar que a Contemporânea se limita a inclusão de homossexuais. Graças ao Senhor, somos uma igreja de mães, pais, irmãos, filhos e amigos independentemente de orientação sexual. Para nós todas as pessoas têm um grande valor em Jesus, entendemos que “os menores frascos guardam as melhores fragrâncias de perfumes”, assim muitas vezes será do conteúdo deste “menor frasco” que Deus mais nos abençoará. Não diferenciamos pessoas por questões de beleza, cor, raça, gênero, status social ou financeiro e nem orientação sexual. O maior número de homossexuais na igreja se dá em razão, simplesmente, destes serem banidos das outras igrejas. Os religiosos homofóbicos excluem, mas nós incluímos. Aprenda porque a Bíblia não condena a homossexualidade lendo o livro: “A BÍBLIA SEM PRECONCEITOS” ou acessando o link “homossexualidade” no site;

Compromisso financeiro - Oferta - é um presente de gratidão trazido nos cultos por amor ao Senhor. Dízimo – é a separação da décima parte (ou quanto o Espírito Santo tocar para que a pessoa contribua, podendo até ser mais que o estipulado na Bíblia) das suas rendas para Deus. No tempo da perfeição no "Jardim do Éden", Deus separou uma árvore que não podia ser tocada, hoje da mesma forma no Reino de Deus os seus filhos que caminham em busca da perfeição em Jesus têm o privilégio de reconhecer a Deus como Senhor das suas finanças, não tocando em parte de seus valores para oferecer a Deus. Lembre-se que se você encontrou as portas abertas da Igreja Cristã Contemporânea foi porque filhos de Deus mantêm com o seu amor a sua obra. Quando você se permitir que Deus seja de fato Senhor de suas finanças verá que Deus nunca diminui e só multiplicará suas finanças, pois a oferta e o dízimo que você dá ao Senhor é uma semente que milagrosamente crescerá abundantemente. “Semeou Isaque naquela terra, e no mesmo ano colheu cem vezes mais; porque o Senhor o abençoava. E engrandeceu-se o homem; e foi-se enriquecendo até que se tornou muito poderoso; e tinha possessões de rebanhos e de gado, e muita gente de serviço...” (Gênesis 26, 12-14). O seu dízimo é a sua semente. Jamais verá um fazendeiro comendo as sementes que deve plantar, pois sabe que se assim o fizer não terá pala plantar e nem para colher no futuro. No mundo espiritual é da mesma forma. Entenda que deve separar seu dízimo e oferta como as sementes que trarão a multiplicação de Deus para a sua vida.


  
Fundador
                                                                         


O PASTOR MARCOS GLADSTONE tem um relacionamento de amor e fidelidade com o pastor Fabio Inacio. É fundador da Igreja Cristã Contemporânea. Palestrante, teólogo devidamente reconhecido pelo Conselho Federal de Teólogos do Brasil, especialista em teologia pós-graduado nesta área pela Universidade Metodista Bennett do RJ. É um pioneiro no ministério cristão inclusivo no Brasil, onde milita desde o ano de 2002. Publicou a primeira página de internet em idioma português do mundo sobre a Bíblia e a homossexualidade na visão de aceitação aos homossexuais em 2002. É um líder religioso respeitado pela sua ousadia na luta contra homofobia religiosa. Ministra em igrejas, organizações, congressos e universidades no Brasil e no exterior. Recebeu prêmios em organizações e denominações nacionais e internacionais por sua liderança. Secularmente é advogado, pós-graduado em Direito, já desempenhou funções e cargos de grande relevância nos poderes executivo, judiciário e legislativo.



ULTIMAS NOTÍCIAS DA IGREJA


casamento_anne_kedmaNo Dia da Independência do Brasil, Anne Flores, de 31 anos, e Kédma Costa, de 33 anos, celebraram também a libertação delas. As duas se casaram numa cerimônia realizada nesta terça-feira, no Clube Monte Líbano, na Lagoa. O evento foi promovido pela Igreja Cristã Contemporânea. A denominação evangélica é mais liberal e recebe fiéis da comunidade LGBT — sigla para lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.

Como a união de pessoas do mesmo sexo não é reconhecida legalmente no Brasil, as noivas assinaram um contrato de união homoafetiva.

Antes do casamento, um culto celebrou os quatro anos da igreja. Caravanas com fiéis vindas de Minas, São Paulo e do interior do Rio lotaram o clube. Anne e Kédma subiram ao palco durante o culto para cantar músicas religiosas. As duas se conheceram numa igreja evangélica no Mato Grosso do Sul, onde nasceram, e chegaram até a igreja fundada pelos pastores Marcos Gladstone e Fábio Inácio, que também são casados. Segundo eles, já são pelo menos 800 fiéis nas quatro sedes Igreja Cristã Contemporânea: Campo Grande, Centro, Nova Iguaçu e Belo Horizonte.

Juntas há sete anos, Anne e Kédma dizem estar estudando juntas com o objetivo de se tornarem pastoras.

— Há um ano, os pastores Marcos e Fábio celebraram o casamento deles e fomos madrinhas. Não esperava casar tão rápido — disse Kédma.

As duas subiram ao altar vestidas de noiva e ao som da marcha nupcial. Anne comentou a importância da data:
— Estamos comemorando nossa comunhão com Deus e nossa aliança de amor.


INTERPRETANDO A IGREJA CRISTÃ CONTEMPORÂNEA


Esta aí, mais uma nova religião que se diz seguidora do evangelho de Cristo. Infelizmente é mais uma religião que não segue uma interpretação hermenêutica e nem exegética das Escrituras séria. Quero ressaltar, que não tenho nada contra os gays, mas como as igreja que pregam a teologia da prosperidade e outras doutrinas, que na minha visão teológica não tem embasamento bíblico, esta religião se adaptou a uma realidade existente, pois, os homossexuais sempre foram colocados de lado pela a Igreja.


Não quero dizer que as igrejas, estão corretas neste sentido, pois, pecado esta na ordem do absoluto e não do relativo, ou seja, a homossexualidade não é pior do que outros pecados que praticamos, mas isso não justifica distorcer as Escrituras para embasar uma falsa doutrina. O que fazer com os textos que condenam a homossexualidade? Certamente, este é um problema difícil de resolver, a não ser que os arranque da Bíblia ou dê uma outra tradução, seguindo o exemplo de Charles Russel das testemunhas de Jeová, que inventou uma nova tradução das Escrituras.


O que Jesus acharia dessa nova religião???


Tire suas próprias conclusões.




Referência Bibliográfica:


www.igrejacontemporanea.com.br/j15/index.php?option=com_content&view=frontpage&Itemid=1

2 comentários:

  1. Que viadagem!!!! era só o que faltava!

    ResponderExcluir
  2. rapaz vc acertou em cheio. somos viados e éramos exatamente o que faltava!

    ResponderExcluir